...................................................................................................

minha carreira terrestre

ouso cada oportunidade para analisar cabeças: esgueiro em silêncio, reparto os cabelos em busca de coisas loucas que não serão esquecidas ou analisadas (coisas postas em prática, não em postas). não há grandes e vitais verdades, há apenas um escape do esquecer da escapatória que não existe porque é fútil resistir. confuso? meu conselho: simplesmente siga semeando, como eu

meu caminho terráqueo é errático, ora hora ora lugar (depende de quem sente) e quem não for, não por favor

eu sinto - eu sinto muito - uma felicidade impagável, irreparável, imprescindível. o mal de viver muitas vidas numa só, o mal de viver a braveza da gravidade - a graveza, às avessas e às vezes na pressa, minha moça!

descobri o por quê da raça, da família que se abraça na aliança: criar suas crias em segurança, cuidar que seus neurônios se desenvolvam para além dos ombros, que seus membros (todos) se movam, que seus olhos sorriam e se comovam (uma pena a gangrena)

eu gosto eu e o outro sim - você. de resto, amemos

Followers