...................................................................................................

raposas do ártico

eu sou uma raposa ártica. meus olhos são cegos, mas posso ver o futuro. sou casada com outra raposa ártica - minha esposa raposa - e eu a amo tanto! nós corremos muito rápido, somos ágeis, totalmente silenciosas. a-do-ro a idéia do estilo dos nossos penteados, dizem que indo pra todo lado. e agora tenho uma forte visão do seu - o seu, hey, sim, o seu! - esqueleto

aqui um brinde à boa dor
à falsa farinha que se canta e decanta
à entrega com excesso a coisas ruins
ao nunca parar nunca, ao compositor
em seu constante estado de atolamento
ao inventado no desespero e no pouco caso
(à wanda da ziza que logo vem
super simpática ela também)
e à devida proporção das consequências:
se vai vai se não vai vai vai
meu moleque doido!

Followers