...................................................................................................

afrodisíaco de maníaco

a culpa da beleza é da bela menina
ajoelhada em praça pública
(ah a fêmea e suas pedras milenares)
apanhando a pau duas vezes:
a primeira de seu algoz
a segunda de seu algoz
e o pai (perdão: terceiro e feroz algoz)
ainda tendo que pagar uma multa
pela 'sem dúvida alguma' proto-prostituta
(se bem que não, mas como evitar a correnteza
desse rio de semen que já a segue desde sempre?)

inocência é luxo e pecado a ser quitado
devidamente

Archive

Followers