...................................................................................................

tudo é relativo menos a imaginação

'no brasil
há um homem feliz..'
mas vladimir
foi fotografado em paris



voz o vento

uma dor muito maior do que a do chiuaua perdido no sofá

noite passada ouvi o drama do barranco à beira do rio torto, apressado
'pena o que parte e não volta!'
'que dor a saudade que fica!'
'quanto pranto perdido e por nada!'

eu ouvindo a mágoa do barro, ele sugando meus pés cansados
uma triste história sem terra nem água, só perda
'tantas pedras e pegadas se levaram sem adeus, rio adentro!'

pobres sem poder, o canto do rio é seu lamento



escuro que cega

eu vou te beijar
eu vou te comer
eu vou te cagar
eu vou te esquecer



se liga no diálogo lunático, as duas na padaria:
- diz, luto é vírus - perdi dez quilos, mais que em 100 dias com o deus da academia!
- que coisa! se se perder nessa metáfora tá perdida, minha filha!
um mendigo chega à porta aberta:
- eu, taletal, venho aqui me desculpar e pedir mais um - moça?
- vá pro afora e morra, vagabundo!

Followers