...................................................................................................

voz o vento

uma dor muito maior do que a do chiuaua perdido no sofá

noite passada ouvi o drama do barranco à beira do rio torto, apressado
'pena o que parte e não volta!'
'que dor a saudade que fica!'
'quanto pranto perdido e por nada!'

eu ouvindo a mágoa do barro, ele sugando meus pés cansados
uma triste história sem terra nem água, só perda
'tantas pedras e pegadas se levaram sem adeus, rio adentro!'

pobres sem poder, o canto do rio é seu lamento



Followers