...................................................................................................

sem pé nem ôpa - errei na cabeça!






















ai vida de inconsequências
veja aquela velhinha apodrecendo na padaria
poderia ser eu mas não sou
cheguei cedo tomei meu suco e me fui
a bactéria está no cru e eu defumei

como anda o livro? anda sozinho sem mãos
danço a dança mas acabei dançando
vão apreciar menos? penso que não

mas o que eu queria mesmo dizer
: edificar - construir - é difícil
certas palavras só destroem
nos tiram a guarda e o pão
e então somos nós, apertados
mal-entendidos e menosprezados
poeira de implosão




Archive

Followers