...................................................................................................

confabulando: se eu fosse e estivesse, faria


óleo sobre linho, 120x125 cm, 2004


logologo transpiro algo e algas, e só aí e então vou rolar e rocar em todas as ondas!


desculpa, mestre
mas que tu sabe de gauche?
tu sabe nada sólido
tu só sabe de tudo - mas gauche?

eu aqui queimando palavra e palavra
dizendo coisas detrás das coisas
um bocão mesmo quando devia me calar
perdão, mestre

sou gauche do gauche que dói:
só o erro me constrói

e sou eus, sou bem mais
meu lamento de cisne sāo vários
mas considere-me só musa agora

a pedra bonita
brilhando verde neon na penumbra
me lembro
um presente e um veneno presente
eu lá disposta, à disposição
depois eu desdita muda nunca muda
fazer o que? foi tu que plantou, mestre

certas palavras são dadas e não escolhidas
soluçam lá, quando chegam ao ponto
são coincidências do puro
tesouros tesados que apesar de abertos
não se revelam

assim gauche, mestre, assim gauche




Followers