...................................................................................................

romance



os olhos nunca mentem, mas não se pode confiar nos cílios de ninguém

minúsculo e raso,
delirantemente fraco
o sabor do café

aqui, senhor: essa ferida sobrou
está esquecida, como a cama
como a esmeralda, amor

lembra-se do néctar?
da necessidade de manipular
coisas grossas?

minha cara tímida no chuveiro
seu sussurro pantanoso
(você vestindo músculos)
eu contusões)

ai, que divertido que foi despertar!
com certeza foi





Archive

Followers