...................................................................................................

veio me infelicitar, é?



mereço o título de lelé
sou uma grande imbecil
e digo isso com muito orgulho

te sorrio meus dentes falsobrancos
sentada num sofá de plástico
totalmente estática
produzindo e comendo entulho

mas não quero nenhum poder
portanto o mundo está salvo
da minha loucura

somos todos o fogo
somos todos suspeitos
como se proteger de algo assim?

tanta brutalidade cretina
que me cale ou me enterre?
no meu hipotético e cáustico solo
pra me tornar planta, é?

então canto meu solo
parece música criminosa
sem multidão, eu no meu canto

tenho uma sensação de fim de era
de coisas irreversíveis acontecendo
coisas pequenas do tamanho do mundo





Archive

Followers